O AirDrop da Stellar não está sendo reinvidicado ou trocado por outras criptomoedas

AirDrop de criptomoedas é uma grande oportunidade para quem deseja entrar no mercado de ativos digitais, mas sem investir de forma direta. Para as empresas que o realiza é uma excelente forma de marketing. Elas ganham popularidade, reconhecimento e publicidade gratuita. Outros dois fatos do AirDrop é que ele ajuda na descentralização da moeda e fortalece parcerias. E, essas são as características que a Stellar e a Keybase buscavam ao anunciar um airdrop de mais de 2 bilhões de criptomoedas.

A Stellar teria uma distribuição maior já que há alegações de que o ativo está centralizado nas mãos de poucas pessoas. Já a Keybase aumentaria sua base de clientes, pois a os usuários da plataforma serão os maiores beneficiários do AirDrop.

Geralmente nos casos de AirDrop, os ganhadores trocam as moedas recebidas por moeda fiduciária ou Bitcoin. Entretanto, o último lançamento de XLM não foi reclamado ou trocado por outras criptomoedas, segundo a Coin Metrics.

Todos os 100M de XLM foram pré-distribuídos para 274.864 contas da Keybase entre 9 e 14 de setembro e até o momento somente 19 milhões dos 100M foram reivindicados.

A análise concluiu que mesmo com a distribuição de ‘dinheiro de graça’ apenas uma minoria dos ganhadores reclamam sua criptomoeda no lançamento.

Para mais, o XLM, mesmo estando no top 10 por capitalização de mercado está a cada dia sendo menos utilizado. A Stellar está sendo negociada com uma desvalorização de 13,48% e caiu mais de 70% nos últimos 12 meses.

Comentários