Token do Telegram já está em testes finais

O Token do Telegram está muito próximo de sua data de lançamento. O projeto de blockchain, Telegram Open Network precisa ser lançado até 31 de outubro de 2019. Caso contrário, o programador Pavel Durov terá que devolver U$1,7 bilhão aos investidores.

O projeto já dá sinais de avanço. Em 6 de setembro, a equipe do Telegram publicou uma versão teste para que todos interessados possam testar parte das funções da TON.

O CTO da TON Labs, Mitja Goroshevsky, disse que atualmente 100 nós são mantidos pelo próprio Telegram na rede de testes. Outros são mantidos por sua startup que é liderada por investidores iniciais do token.

“O código fonte de um nó completo que pode acessar a testnet, criar e validar blocos foi lançado. O cliente Lite foi lançado há vários meses. A TON Labs lançará o Public Beta do seu conjunto de ferramentas para desenvolvedores na segunda-feira (09)”, disse Goroshevsky ao CoinDesk.

Os códigos-fontes completos da versão teste são encontrados no site test.ton.org.

Na versão teste, desenvolvedores poderão criar seus próprios nós e verificar como funciona a validação das transações no blockchain da TON.

Quem não é desenvolvedor pode utilizar o domínio público https://test.ton.org/testnet/ para pesquisar o blockchain de teste.

O testnet do Telegram parece ser a última etapa de preparação da rede. Esse avanço já desperta olhares de exchanges para suporte ao Token. Uma delas é a Blackmoon.

Segundo o site Finance Magnates, a Exchange fez uma parceria com a Gram Vault, um provedor de custódia do Token Gram. A parceria permitirá que traders comprem os tokens usando cartões de crédito. O Diretor de operações da Blackmoon, Sergey Vasin comentou a parceria.

“É um prazer para Blackmoon cooperar com o Gram Vault e ela fará todos os esforços para listar Gram em tempo hábil em nossa plataforma. Então, nossos usuários vão ter acesso à criptomoeda mais esperada entre as primeiras”.

Comentários

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of