Accenture, Mastercard e outras empresas lançam aplicativo de blockchain com foco no desenvolvimento sustentável

A Accenture anunciou um protótipo de aplicativo de cadeia de fornecimento baseado em blockchain projetado para recompensar as práticas de negócios que preservam os recursos naturais.

Anunciado no início desta semana, a empresa de consultoria disse que está trabalhando com a Mastercard, a Everledger e a organização de ajuda humanitária Mercy Corps para incentivar a introdução da chamada “cadeia de suprimento circular“.

Uma cadeia de suprimentos circular é uma maneira de organizar a produção para que os materiais sejam reciclados o máximo possível, com produtos descartados capturados e componentes e materiais reutilizados.

A Accenture prevê que seu aplicativo permitirá que os consumidores rastreiem facilmente a procedência dos produtos que estão comprando e vejam se um produtor possui certificação para práticas sustentáveis. Os consumidores também podem usar o aplicativo para enviar dicas como recompensa para produtores responsáveis.

Essa recompensa pode ser enviada na forma de um token baseado em blockchain ou de uma transferência fiduciária alimentada pelos trilhos de pagamento da Mastercard, disse David Trea, co-responsável pela iniciativa de blockchain da Accenture.

Ele acrescentou que a Accenture tem como objetivo inscrever pequenas fazendas em todo o mundo e permitir que registrem seus certificados de práticas ecologicamente conscientes em uma blockchain como parte de sua identidade digital, permitindo que os consumidores vejam quem produziu os produtos que estão comprando e como ele é gerenciado.

A empresa também está trabalhando com associações de agricultores na África e na América do Sul que podem querer participar do sistema, disse Treat. As associações serão responsáveis pela manutenção de nós baseados em nuvem em nome de seus agricultores.

A Mercy Corps planeja contribuir com sua experiência de trabalho com comunidades de agricultores em todo o mundo para o projeto, disse Ric Reeves, um assessor sênior da equipe de Tecnologia para o Desenvolvimento da ONG.

Shreves disse:

“Nesta fase do projeto, estamos explorando possíveis programas agrícolas em nosso atual portfólio de programas para pilotar a cadeia de suprimento circular. Achamos que será mais adequado para produtos de consumo de luxo, por exemplo, café de origem única, em oposição a produtos a granel.”

A Accenture construiu um protótipo do Hyperledger Fabric, disse Treat, e está procurando incluir mais parceiros no projeto. A Mastercard pode contribuir com sua expertise em blockchain e sistemas de pagamento, bem como no acesso a comunidades com as quais já trabalha. No entanto, o papel da gigante de pagamentos no novo projeto ainda não está finalizado, disse ele.

Tara Nathan, vice-presidente executivo para questões humanitárias e desenvolvimento da Mastercard, disse no anúncio da Accenture:

“Através do nosso trabalho com pequenos agricultores no Quênia, Índia, México e outros lugares, implantamos soluções digitais ajudando a impulsionar o impacto social comercialmente sustentável – e entendemos que a colaboração é essencial para esta jornada.”

Fonte: Criptomoedas Fácil

As informações contidas neste informativo foram obtidas por fontes públicas consideradas confiáveis e possuem caráter meramente informativo, não constitui qualquer tipo de conselho de investimento, jurídico e ou de qualquer natureza.

Comentários